A juventude atual vai ladeira abaixo?

A juventude atual vai ladeira abaixo

A juventude da atualidade é a primeira geração da história humana com um QI (Quociente de Inteligência) inferior a última. Veja porque a juventude atual vai ladeira abaixo.

O diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França, o neurocientista francês Michel Desmurget, afirma em seu livro “A Fábrica de Cretinos Digitais”, com dados concretos e de forma conclusiva, como os dispositivos digitais estão afetando seriamente, e para o mal, o desenvolvimento neural de crianças e jovens.

O QI é medido por um teste padrão. No entanto, não é um teste “estático”, sendo frequentemente revisado. Pessoas mais jovens podem ser submetidas a testes antigos como comparativo.

Ao fazer isso, os pesquisadores observaram em diversas partes do mundo que o QI aumentou de geração em geração. Isso foi chamado de ‘efeito Flynn’, em referência ao psicólogo americano que descreveu esse fenômeno.

Entretanto, recentemente essa tendência começou a se reverter em vários países.

O QI é fortemente afetado por fatores como o sistema escolar, o sistema de saúde, a nutrição, etc.

Mas, se considerarmos os países onde os fatores socioeconômicos têm sido bastante estáveis por décadas, o ‘efeito Flynn’ começa a diminuir.

Veja também: Pensamentos e Sentimentos geram energia | Frequência em Hertz

Nesses países, os “nativos digitais” são os primeiros filhos a ter QI inferior ao dos pais. Essa tendência que foi constatada na Noruega, Dinamarca, Finlândia, Holanda, França, etc.

Desmurget afirma ainda não é possível determinar o papel específico de cada fator, incluindo por exemplo a poluição (especialmente a exposição precoce a pesticidas) ou a exposição a telas.

O que se sabe é que, mesmo que o tempo de tela de uma criança não seja o único culpado, isso tem um efeito significativo em seu QI.

Ainda, segundo o pesquisador, os principais alicerces da nossa inteligência são afetados: linguagem, concentração, memória, cultura (definida como um corpo de conhecimento que nos ajuda a organizar e compreender o mundo).

Em última análise, tais impactos levam a uma queda significativa no desempenho acadêmico e no desenvolvimento cognitivo.

Será que não está na hora de acordarmos para tudo isto? O que você acha que podemos fazer para reverter tal catástrofe?

Você concorda que a juventude atual vai ladeira abaixo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *