O uso de celular pode causar danos ao DNA

O uso de celular pode causar danos ao DNA

Quem de nós nunca ouviu dizer que o uso de celular pode nos expor a níveis de radiação que podem danificar o nosso DNA? Que o uso de celular pode causar danos ao DNA?

E ainda mais, que o uso destas “maravilhas” da vida moderna ao longo do tempo, a exposição à radiação emitida por estes aparelhos pode resultar em câncer, danos ao nosso DNA e ao enfraquecimento do nosso sistema imunológico?

Você sabia que o dano do DNA interrompe o crescimento normal das células e a produção de proteínas? Que o DNA danificado pode se multiplicar e isso pode dar origem a inúmeras doenças?

A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC), no ano de 2011, publicou a afirmação de que a radiação dos telefones celulares é um “possível carcinógeno humano”.

Diversas pesquisas descobriram que a radiação emitida pelos Smartphones rapidamente altera e danifica seu DNA.

Estudo de 6 anos da indústria mostrou que a exposição ao sangue humano à radiação do Smartphones causava um aumento de 300¢ no dano genético na forma de micronúcleos, sugerindo uma ameaça à saúde muito maior que o amianto ou o tabagismo.

Os perigos a exposição a esta radiação incluem:

  • Fadiga crônica;
  • Depressão;
  • Problemas digestivos;
  • Problemas de memória;
  • Estresse crônico;
  • Insônia;
  • Palpitações cardíacas;
  • Dores de cabeça / enxaquecas,

A boa notícia é que a radiação emitida por estes aparelhos pode ser removida do nosso corpo através de inúmeros métodos naturais, como o azeite de alecrim e alecrim. Eles possuem poderosas propriedades antioxidantes contra danos causados pela radiação.

Em 2 de fevereiro de 2009, o British Journal of Radiology , descobriu que o carnosol solúvel em gordura e os ácidos carnósicos contidos no alecrim “fornecem uma atividade anti-mutagênica protetora altamente significativa”.

E ainda mais, o ácido rosmarínico que está presente no alecrim atua como protetor fotográfico tanto por agir como um eliminador de radicais livres como indutor dos mecanismos de defesa endógenos do próprio corpo.

Os pesquisadores descobriram que a formulação de produção tóxica foi adiada pelo uso de ácido rosmarínico e o fator de proteção foi 3,34 vezes maior do que para outros compostos estudados, conforme medido em testes com micronúcleos.

Veja como usá-lo:

  • Combine óleo essencial de Rosemary (alecrim) com um 100% óleo vegetal prensado a frio (como jojoba ou coco) e aplique nas plantas do pés diariamente.
  • O óleo essencial de alecrim também pode ser inalado usando um difusor ultrassônico.

Você pode comprar o óleo essencial de alecrim (Rosemary) clicando {{{ AQUI }}}.

Agora que você já sabe que o uso de celular pode causar danos ao DNA e já sabe como minimizar estes males espero que você use estas informações para se cuidar.

Abraços,

Alessandro Machado

Estudo: http://www.bioinitiative.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *