Os efeitos da meditação no cérebro!

Os efeitos da meditação no cérebro

Como muitos já sabem, a meditação é uma prática milenar que é simplesmente realizada por milhões de pessoas nas mais variadas culturas e realidades! Veja agora porque os efeitos da meditação no cérebro chamam a atenção, principalmente pelos benefícios associados!

Nos dias atuais, sua prática é idealizada como sendo uma forma bastante eficiente para reduzir os sintomas de estresse e também de ansiedade na rotina diária.

Nosso dia a dia é sempre rodeado de uma série de tarefas, preocupações e atividades diversas, e ao se render à prática da meditação muitas pessoas encontram uma forma mais tranquila e qualitativa de lidar com tantas coisas!

Porém, muitas pessoas céticas acabam não acreditando que a meditação possa atribuir tantos benefícios, e diante disso, uma boa parcela de cientistas em todo o mundo está se dedicando a entender de forma mais profunda sobre a técnica.

A busca por descoberta consiste no fato de entender se realmente a meditação tem a capacidade de estabelecer efeitos no nosso cérebro, que poderia acarretar mentes muito mais calmas e até mesmo saudáveis!

Veja também: Os 11 óleos mais reverenciados na bíblia

Muitos experimentos foram promovidos nos últimos anos, de forma a se tentar entender quais de fato poderiam ser efeitos da meditação no cérebro, e ainda diante das diferentes técnicas associadas à prática, como Zen, Acem, Chakra, Budista e Meditação Transcendental!

Quer saber mais sobre esse assunto e entender como a meditação pode ser benéfica para a sua mente e até mesmo para o seu estilo de vida?

Então confira mais detalhes sobre os efeitos da meditação no cérebro no decorrer desse artigo!

Os efeitos da meditação no cérebro

Efeitos da meditação no cérebro – estudos apontam pontos muito interessantes sobre todos os efeitos!

Um dos estudos que chama a atenção quando se trata de entender mais de perto quais são os efeitos da meditação no cérebro, é o da Universidade da Noruega, Oslo e Sidney.

Para tal estudo, as formas diferentes de meditação, conforme mencionado anteriormente nesse conteúdo, foram divididas em dois grupos importantes:

Atenção focada: uma prática baseada na concentração da atenção sobre um determinado objeto de caráter externo, corporal ou até mesmo mental, onde são ignorados todos os estímulos considerados irrelevantes;

Monitorização aberta: consiste em uma técnica que visa ampliar o foco de atenção a todas as sensações que possam ser recebidas, emoções e também pensamentos de momento a momento sem acabar estabelecendo um foco restrito em um ou outro.

Os efeitos da meditação no cérebroForam convocados 14 participantes para esse estudo, sendo que todos já possuem uma experiência em meditar na sua rotina – e que se permitiam seguir um dos dois grupos citados acima!

Em detrimento de tais pesquisas, ficou evidente alguns efeitos potenciais junto ao cérebro, principalmente no que diz respeito ao estresse e a ansiedade

Além disso, pode-se perceber que o cérebro acaba agregando uma maior capacidade de processar uma maior quantidade de informações e ainda de forma mais rápida.

Outro ponto acerca dos efeitos da meditação do cérebro é que os praticantes também relevaram um maior potencial de memorização e também melhoria acerca das suas tomadas de decisão.

Diante de tudo isso, fica evidente que a meditação é totalmente capaz de realizar uma série de alterações junto ao cérebro e tudo isso pode resultar em mais saúde, menos estresse, menos ansiedade, boas reflexões e muito mais!

Os efeitos da meditação no cérebro

Se você quiser se aprofundar e vivenciar todos os efeitos da meditação do cérebro, baixe agora mesmo o E-book GRÁTIS 10 Dicas Fundamentais para Melhorar a Sua Vida com REIKI.

1 comentário

  1. Pingback: Brasileira, que mora na ilha da Bermuda, criou um Clube de Meditação - comPensar

Você Gostou? Deixe Seu Comentário!