A certificação de pureza dõTerra

O processo de certificação de pureza começa desde a escolha do material vegetal certo ate a colheita no momento perfeito. A certificação de pureza dõTerra.

A lavanda do México é diferente da lavanda cultivada na França.

O nível de pH e de nutrientes do solo é diferente e a dōTERRA® se preocupa com cada uma das partes desse processo.

A maneira de colher o material bruto é diferente para cada material, cada um deles exige um processo muito diferente e requer perfeito domínio.

Depois da colheita, diversos passos são respeitados, desde o carregamento do material até a circulação de vapor sob pressão.

À medida que a mistura de vapor resfria, a água e os óleos são separados naturalmente, sendo os óleos coletados em sua forma pura.

A certificação de pureza dõTerra
A certificação de pureza dõTerra

Para assegurar a extração de óleo com a mais alta qualidade, com a composição química correta, a temperatura e a pressão precisam ser monitoradas bem de perto e padronizadas para cada tipo de material bruto.

O óleo essencial extraído é coletado em um tanque de armazenamento, deixando pra trás os compostos não aromáticos.

Isso não quer dizer que os compostos não aromáticos sejam ruins; eles podem ter propriedades com grande poder de ação para outros usos.

Para satisfazer aos padrões de pureza CPTG® da dōTERRA®, são apenas os extratos aromáticos e puros que são coletados e, para que isso ocorra de maneira otimizada, é importantíssimo controlar a taxa de aumento e diminuição da temperatura, bem como a quantidade de pressão aplicada ao material vegetal.

Para saber mais sobre nossos produtos acesse também o site dõTerra

A certificação de pureza dõTerra

Você Gostou? Compartilhe!